Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sorrir e acenar...

Domingo, 06.09.15

Quando ele se aperceber do enorme buraco em que se está a meter a ele mesmo, quando ele quiser e aceitar ajuda... eu aí sim, terei todo o gosto em ter ele na minha vida e em ajudá-lo a construir o seu futuro, porque eu adoro-o, ele é muito importante para mim e eu quero que ele seja feliz (seja ao meu lado ou não). Mas enquanto ele não souber o que ele quer, enquanto ele não aceitar a ajuda de quem lhe quer bem... népia, na minha vida não há lugar para pessoas assim. Ele está a escavar um buraco enorme debaixo dos seus pézinhos e, por muito que a gente fale, ele não ouve, não acredita... então ele tem que ver pelos próprios olhos! Quando ele se aperceber de qual vai ser o resultado final de todas as suas ações, ele aí pode ser que caia em sim, que ganhe juízo. E aí sim, se ele quiser, eu estarei lá para o ajudar. Mais eu não posso fazer. Já meti de lado a minha vida demasiadas vezes por esta gente toda e nunca ganhei nada com isso, muito pelo contrário.

 

Eu tentei ajudá-lo mais do que uma vez e de todas as maneiras que eu consegui... mas falhei. Quando ele quiser e aceitar (mas aceitar mesmo!) a minha ajuda, eu terei todo o gosto em ajudá-lo e sei que seremos vencedores nessa tarefa. Quando ele quiser mesmo a minha ajuda, sabe onde eu estou.

 

Mas agora é "sorrir e acenar" ahah. Eu vou começar a tratar da minha boca sabiam?? É, descobri isso anteontem :3 tou ansiosaaaa!!! :$ e também já tenho um regime para seguir para poder cuidar do meu corpo (é desta que fico com um corpo à Beyoncé pahahahahah x33)

 

Como podem ver, nem tudo na minha vida é mau. Eu apesar de me sentir completamente vazia e drenada, vou colocar a porra de um sorriso na minha cara, vou cantar (e encantar! ahah) e vou continuar a lutar para ter uma vida melhor!

 

A vida que um dia alguém me disse que eu mereço: "porque ela meresse viver uma vida que nunca teve com muito amor e carinho". É por essa vida que eu vou lutar e vou vencer! Porque eu já não sou uma lutadora... eu sou uma vencedora! #eternaguerreira

 

Sonhos perdidos...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Eterna Guerreira às 12:29

Sentir...ou não sentir?

Terça-feira, 25.08.15

"As emoções são o sinal da vida que há em nós."

 

Queres saltar de alegria? Salta!

Queres chorar até não conseguires mais? Chora!

Porque é isso que te mantém vivo, as tuas emoções. Sejam elas boas ou menos boas, não interessa. O que interessa é que sentes. Seria bem pior se não sentisses nada, acredita.

 

Eu falo por experiência própria. Porque, de tanto sofrer, eu desliguei as minhas emoções. Durante muito tempo eu não senti nada exceto um enorme vazio. Nem dor nem alegria, eu não sentia nada! Comecei a sentir, eu permiti-me a isso, quando ele entrou de novo na minha vida. Aí eu fui obrigada, por assim dizer, a sentir, a ligar de novo as minhas emoções. Porque já não era só eu que dependia delas. Porque não existe nada mais valioso para mim do que ele.

Se eu sinto, se eu sou capaz de sentir novamente, é por ele. Porque nada me faria ligar as minhas emoções, nada seria capaz disso. Exceto ele. E ele conseguiu porque é a pessoa que eu mais amo, mais admiro, mais idolatro, etc... neste mundo! Ele conseguiu porque é a única pessoa com quem eu me importo o suficiente para isso, é a pessoa que eu mais amo, a pessoa por quem eu sou capaz de tudo - e muito mais!

 

Eu quando desliguei as minhas emoções eu sabia que era o melhor para mim, provavelmente. Porque até hoje, foi sempre derivado às minhas emoções que eu sofri... Mas hoje eu meio que me arrependo de o ter feito

Não me interpretem mal, eu explico:

- A Fátima com as emoções desligadas é uma rapariga um pouco fria, mas indestrutível. É uma rapariga que não sonha. É uma rapariga que ninguém consegue deitar abaixo por muito que tente, por muito que se esforce. Porque ela não sente nada, nem dor nem alegria. É isso que a torna mais forte: o não sentir absolutamente nada e, quando sente, é 8 ou 80. É a rapariga que muito dificilmente pensa nas coisas e decide agir na maioria das vezes. Porque não tem receio de nada.

(OBS.: Neste estado, a rapariga não olha a meios para atingir o que ela quer, o que ela deseja. Se ela já é capaz de amar e de lutar com uma intensidade brutal no seu estado "normal", imaginem neste...)

- A Fátima com as emoções ligadas é a rapariga que todos gostam (e/ou dizem gostar). Porquê? Porque é uma rapariga relativamente calma, é a que faz tudo o que pode - e o que não pode - por tudo e todos. É a rapariga que é capaz de prescindir de umas boas refeições ou de umas belas noites de sono para ajudar alguém importante para ela. É a rapariga que se tiver de entrar ou começar uma guerra para alguém que ela goste ou ame estar/ficar bem, ela fá-lo sem nem pensar duas vezes. É a rapariga que acredita em todos, mas só confia numa pessoa. É a rapariga que consegue ter mais sonhos que meio mundo junto. É a rapariga que pensa em tudo até ao mais ínfimo pormenor, e nem sempre decide agir. Por receio de se magoar e, mais do que isso, tem receio de magoar alguém que ela ame.

 

No dia em que as duas versões se juntarem... nem os tempos nem os ventos a conseguirão travar!

 

 

*** P.S.: Eu falei de mim para dar um exemplo, porque passei pelas duas fases e, muito provavelmente não deveria. Mas passei, vá-se lá saber porquê, mas passei. Por isso, deixo aqui o meu "testemunho".

E já agora, não aconselho a ninguém optar por apenas uma fase - ter ou não as emoções ligadas -, aconselho sim a aprenderem a combinar as duas partes.

Opiniões?

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Eterna Guerreira às 13:37





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Novembro 2015

D S T Q Q S S
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930